Portal Educação: Parceria que capacita!

Curso online de Educação Infantil (Teorias e práticas pedagógicas)

Leiturinha: parceria que encanta!

Afetividade

A afetividade na Educação Infantil
Na teoria de Jean Piaget, o desenvolvimento intelectual é considerando como tendo dois componentes: o cognitivo e o afetivo. Paralelo ao desenvolvimento cognitivo está o desenvolvimento afetivo. Afeto inclui sentimentos, interesses, desejos, tendências, valores e emoções em geral.

La Taille & Vygotsky (apud La Taille et al., 1992), explicam que o pensamento tem sua origem na esfera da motivação, a qual inclui inclinações, necessidades, interesses, impulsos, afeto e emoção. Nesta esfera estaria a razão última do pensamento e, assim, uma compreensão completa do pensamento humano só é possível quando se compreende sua base afetivo-evolitiva.

No âmbito da educação infantil, a inter-relação da professora com o grupo de alunos e com cada um em particular é constante, dá-se o tempo todo, na sala, no pátio ou nos passeios, e é em função dessa proximidade afetiva que se dá a interação com os objetos e a construção de um conhecimento altamente envolvente.
Essa inter-relação é o fio condutor, o suporte afetivo do conhecimento, neste caso, o educador serve de continente para a criança. Poderíamos dizer, portanto, que o continente é o espaço onde podemos depositar nossas pequenas construções e onde elas tomam um sentido, um peso e um respeito, enfim, onde elas são acolhidas e valorizadas, tal qual um útero acolhe um embrião.

A escola, por ser o primeiro agente socializador fora do círculo familiar da criança, torna-se a base da aprendizagem se oferecer todas as condições necessárias para que ela se sinta segura e protegida. Portanto, não nos restam dúvidas de que se torna imprescindível a presença de um educador que tenha consciência de sua importância não apenas como um mero reprodutor da realidade vigente, mas sim como um agente transformador, com uma visão sócio-crítica da realidade.

A criança ao entrar na escola pela primeira vez, precisa ser muito bem recebida, porque nessa ocasião dá-se um rompimento de sua vida familiar para iniciar-se uma nova experiência, e esta deverá ser agradável, para que haja um reforço da situação.

O profissional da educação procura alternativas e se depara inúmeras vezes com a dificuldade que tem em enfrentar os desafios do aluno, com as suas próprias deficiências e, sobretudo, em se ver fazendo parte neste processo, que é antes de tudo uma troca, possibilita uma busca de transformações para o processo de ensino diário. Somente quando o professor vir que não vê é que algo novo poderá surgir. O afeto do professor, a sua sensibilidade e a maneira de se comunicar vão influenciar o modo de agir dos alunos. Se o professor se expressa de forma agradável ou de forma dura, criará mais motivação no aluno do que um ambiente neutro. Contudo, tal expressão deve ser moderada; nem amigável demais, nem exageradamente dura. O afeto refere-se a atitudes e sentimentos expressados ou presentes no ambiente.
Sua maneira de ser, atuar e falar é muito significativa. O professor pode ser frio, distante, desinteressado ou pode ser alegre, amável e se interessar pessoal e individualmente pelos alunos. Também a sala pode ser fria, sem nenhuma decoração, ou pode ter avisos, quadros, plantas, animais e trabalhos artísticos. Isto vai afetar os sentimentos e atitudes dos alunos.

Um ambiente frio e triste não produz motivação para aprender. A sala deve ter cores e decorações para criar um ambiente de aceitação.
Por "tom afetivo" não devemos entender que o educador deva se comportar como um aluno, ou que não exija respeito. Ele pode ser muito amável e até amigável, sem se pôr a brincar com eles.

Quando a criança nota que a professora gosta dela, e que a professora apresenta certas qualidades como paciência, dedicação, vontade de ajudar e atitude democrática, a aprendizagem torna-se mais facilitada; ao perceber os gostos da criança, o professor deve aproveitar ao máximo suas aptidões e estimulá-la para o ensino.

Ao contrário, o autoritarismo, inimizade e desinteresse podem levar o aluno a perder a motivação e o interesse por aprender, já que estes sentimentos são conseqüentes da antipatia por parte dos alunos, que por fim associarão o professor à disciplina, e reagirão negativamente a ambos.

A todo o momento, a escola recebe crianças com auto estima baixa, tristeza, dificuldades em aprender ou em se entrosar com os coleginhas e as rotulamos de complicadas, sem limites ou sem educação e não nos colocamos diante delas a seu favor, não compactuamos e nem nos aliamos a elas, não as tocamos e muito menos conseguimos entender o verdadeiro motivo que as deixou assim.
autor: Montserrat MONTES DE OCA CARIONI

7 Comentários:

morgana disse...

Tatiana cada vez que visito o seu blog fico mais encantada. Parabéns. Tem um selinho para vc no meu blog. bjs.

Tia Rose® disse...

Estou muito feliz pelo 1º aniversário do Ensinando e Aprendendo completado em 25/05.
Devo essa conquista a você que me visita diariamente. Você faz parte dessa história. Todas as coisas contribuíram para o crescimento: os elogios, as críticas, os conselhos, os puxões de orelha, os comentários...
Mas acima de tudo a Deus toda honra e glória.
“Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas. Glória, pois a ele eternamente". Romanos 11.36

No sábado, 30/05, a partir das 9h, será servido um delicioso café da manhã a todos os amigos e, neste dia, juntos agradeceremos a Deus todas as bênçãos recebidas no decorrer deste 1 ano.
Muitos beijos docinhos e até sábado

Vânia disse...

Oi Tati.. gostei tanto de suas idéias que já fiz o pedido do cd...
Estou no aguardo...
Bjs
Vania

Edu-Débora Schnek disse...

Parabéns pelo blog! amei suas sugestões e mensagens! Aproveito pra deixar o convite pra visitar o meu também! Espero que goste! Parabéns!!
Estou fazendo uma campanha contra a violencia ao professor. O texto base foi criado por mim: A Construção de um mito. Passe e deixe seu recado!
Muito lindo seu blog!

Rayane disse...

Oiii...seu blog é encantador, vou seguir ta?
te mais... Rayane

Ana disse...

Seu site para mim é um presente para todos que amam a criança, amam ser professora e também para aqueles que o visitam, por isso deixei um selinho pra você em meu blog.
http://arteevidaemfamilia.blogspot.com/
Passe lá e busque o seu selinho. Foi feito por mim com muito carinho para os blogs favoritos. Espero que goste.
Beijinhos

MENTES ABERTAS disse...

TATIANA, AAAAAAAAAAAAADORO SEU TRABALHO. ESTE BLOG ME AJUDOU E ME ALUDA MUITO EM MEU TRABALHO DIÁRIO. PARABÉNS! UM ABRAÇO.