Portal Educação: Parceria que capacita!

Curso online de Educação Infantil (Teorias e práticas pedagógicas)

Leiturinha: parceria que encanta!

O uso do Alfabeto

Olá pessoal!!!


Estou, aos poucos, entrando nos eixos depois de uma longa e merecida "Licença Maternidade" e minhas tão merecidas férias!!! rsss
Nós nos acostumamos a ficar em casa e a volta a rotina escolar fica um pouco difícil, não é?


Bom, de volta ao trabalho, hoje trago uma importante matéria para nós alfabetizadores:


O Alfabeto não pode faltar!


Ferramenta indispensável nas salas de séries iniciais, o alfabeto ajuda as crianças a tirar dúvidas sobre a grafia das letras com autonomia.

Pendurado na parede desde o primeiro dia de aula, ele ocupa uma posição central na classe - de preferência, acima do quadro, no campo de visão de todos os alunos. Material de apoio precioso para um ambiente alfabetizador na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental, é a ele que os pequenos recorrem quando querem encontrar uma letra e saber como grafá-la. Se sabem que "gato" se escreve com G, mas esqueceram o jeitão dele, é só caminhar pela sequência de letras até encontrá-lo. Se na hora de escrever "mar" bater a dúvida de quantas perninhas tem o M, a resposta também está lá. O alfabeto da classe é um companheiro permanente para quem ensaia os primeiros passos no universo da escrita.

Não espanta o consenso de que um alfabeto, organizado em cartazes ou painéis de tamanho razoável, deve estar presente em toda - sim, em toda - sala de alfabetização inicial. Afinal, ele é um precioso instrumento de consulta para as situações de escrita, uma das quatro situações didáticas mais importantes nesse processo (as outras três são a leitura pelo professor, a leitura pelo aluno e a produção oral com destino escrito, quando o professor atua como escriba). Se você leciona para pré-escola, 1º ou 2º ano, precisa dominar essas práticas.

Para que o alfabeto realmente ajude na compreensão do funcionamento da escrita, é preciso saber usá-lo. Isoladamente, ele não é nada além de uma lista de letras. Apenas mandar a garotada ler a sequência de A a Z não faz ninguém avançar na alfabetização. "Memorizar a ordem das letras é importante, mas esse saber deve ser acionado pelas crianças durante atividades de reflexão sobre a escrita", afirma Clélia Cortez, formadora do Instituto Avisa Lá, em São Paulo.

Atenção, porém, antes de produzir o alfabeto da classe. Ainda são muito comuns os modelos que trazem as letras de A a Z decoradas, com figuras cuja inicial é a letra em questão. Assim, o B, por exemplo, vem adornado por uma asa de borboleta, com um contorno que se mistura ao da letra. Não é o ideal, pois a associação com desenhos confunde a criança. "Nessa fase inicial de aprendizado, ela imita a escrita e ainda não consegue determinar com clareza o que é central e o que é periférico, o que realmente faz parte da letra e o que é somente um enfeite. Por isso, qualquer elemento supérfluo acaba sendo reproduzido", argumenta Regina Scarpa, coordenadora pedagógica de NOVA ESCOLA. O melhor é que o alfabeto seja composto de letras de imprensa maiúsculas, de contornos mais limpos e claramente identificáveis quando reunidos em palavras.


Depois que os pequenos já entenderam o que a escrita representa e como ela se organiza, aí, sim, você deve mostrar outros tipos de letra, como a de imprensa minúscula (o que vai ampliar a compreensão de livros, jornais, revistas e outros materiais impressos) e a cursiva maiúscula e minúscula (facilitando o contato com notas e bilhetes manuscritos e produções escolares). Novamente, essa etapa também pode se beneficiar da colaboração de um alfabeto pendurado na parede - dessa vez, um modelo um pouco mais sofisticado, com a letra maiúscula em destaque e os outros quatro tipos correspondentes logo abaixo.


Fonte: Revista Nova Escola

8 Comentários:

Ana Paula Ciriano disse...

Ei minha querida, é a primeira vez que venho até aqui no seu cantinho e adorei a dica do alfabeto. Muito boa mesmo. Estou trabalhando com o 2° período em uma escola particular, e terei que alfabetizar os alunos. Confesso que estou um pouco receosa. Há tempo que trabalho com educação infantil, mas sempre estive presente no maternal e este ano surgiu a oportunidade de trabalhar com as crianças de 5 anos. Estou pesquisando bastante na internet, pegando umas idéias bacanas.
Voltarei mais vezes, pois sei que você terá mais dicas legais. Beijocas da mais nova amiga Ana Paula

Educar para Crescer disse...

Olá Tatiana.

Parabéns pelo blog!

O Projeto Educar para Crescer da Editora Abril sabe da importância da alfabetização. Por isso disponibiliza no site cartilhas com ideias simples e rápidas para participar da melhoria da Educação.

Inclusive, as escolas de Nova Friburgo (RJ) vão receber 20 mil cartilhas de Educação em Família.

É a primeira vez que o Educar para Crescer realiza uma ação de apoio emergencial. A iniciativa foi tomada para ajudar as escolas e a comunidade locais a retomar suas vidas após as enchentes que atingiram a região.

A participação dos pais no dia a dia escolar é muito importante para essa retomada e o guia oferece dicas práticas e simples àqueles que desejam acompanhar o processo de aprendizado dos filhos.

Outras prefeituras interessadas em distribuir a cartilha em sua cidadepodem fazer o download do material no site do projeto (www.educarparacrescer.abril.com.br) no ícone “Cartilhas”.

Faça o download, imprima e compartilhe!

Abraços

Equipe Educar para Crescer

Pati Alves disse...

Gostei bastante do texto, bem issso que penso tambem.
bjinhos

Dressa disse...

Oi! Parabéns pelo seu blog, o material é maravilhoso! Estou te seguindo e voltarei mais vezes! Abço Dressa Meu blog: http://alfabetizacaomagica-dressa.blogspot.com/

Profe Márcia disse...

Passei para uma visitinha.
Gostei muito de tudo o que vi, adorei a leitura.
Bjos

Gorete disse...

Olá Tatiana, como de costume faço de vez enquando um passeio nos blogs que acho interessante e que mostram novidades, passei pelo seu. Amei, gostei de suas sugestões, me tornei uma seguidora sua.Estou iniciando nesse mundo dos blogs, ainda estou me alfabetizando, com vi você é uma boa alfabetizadora, com certeza poderá me ajudar(espero né. rsrsrsrsr)
Parabéns pelo blog.
Visite o meu se puder, vc sabe que um blog precisa de seguidores para poder sobrevivier não é.
bjs
Veja só já me sinto uma amiga sua.
( espero que queiras se tornar minha colega amiga virtual)

vanesca disse...

Adorei tive uma idéia muito legal,afinal tenho pouca experiência mas continuarei lendo seus dizeres por que gostei muito,é a primeira vez que eu entro,das muitas que começarei a ler,beijos e obrigada!

Tati disse...

Olá, também sou professora, trabalho matematica com o ensino fundamental II e médio mas como tenho duas pequenas em casa (6 e 3 anos) atualmente me interesso muito pela educação infantil.
A Luana (6 anos) está no 1ºano e anda muito atormentada por ainda espelhar alguns numerais e por não ler fluentemente. Gostaria de saber quais as melhores atividades para estar auxiliando nesse processo.
Obrigada!