Portal Educação: Parceria que capacita!

Curso online de Educação Infantil (Teorias e práticas pedagógicas)

Leiturinha: parceria que encanta!

Habilidade com a leitura e a escrita

Habilidade com a leitura e a escrita
O conceito de letramento, muito divulgado no Brasil, nas pesquisas da área de educação pela professora Magda Soares (entre outras), deixou de lado o contraste entre pessoas que sabem e que não sabem ler. O letramento considera graus de intimidade do indivíduo com materiais de escrita e de leitura. Para não assustar ninguém, é bom deixar claro que o letramento é algo que está em nosso dia-a-dia. Nada mais é do que parte de nossa necessidade diária de ação pela linguagem, especialmente lendo e escrevendo.

Quando alguém sabe ler, mas não consegue compreender sequer textos curtos, essa pessoa pode ser alfabetizada, mas tem um nível de letramento muito baixo. Esse nível pode aumentar à medida que o indivíduo aprende a lidar com mais e diferentes materiais de leitura e de escrita. Quanto mais textos alguém é capaz de ler e entender, mais letrado é. Assim também funciona com a escrita. Quanto mais material escrito alguém é capaz de produzir, mais letramento tem. E não adianta produzir apenas em quantidade. É preciso ampliar o leque de possibilidades, ou seja, ler muitas coisas diferentes e saber o que fazer com elas.

Por exemplo: você é capaz de ler bem uma tirinha? Sabe lidar com o texto do rótulo de uma lata de ervilhas? Consegue produzir um bom bilhete para um familiar? Pode se mover na cidade lendo as placas de rua? Sabe como procurar informações numa bula de remédio? Então você tem letramento suficiente para o dia-a-dia. O caixa eletrônico do banco é mais uma possibilidade de letramento. Já que está numa máquina, ficou sendo chamado de letramento digital. As pessoas que entraram nesse tipo de letramento podem atuar na linguagem por meio da leitura e da escrita de textos produzidos no e para o computador, estejam eles na internet ou nos programas de produção e leitura de material textual.

Uma instituição de ensino é a responsável, em grande medida, pelo aumento do letramento das pessoas. É lá que o indivíduo deixa de ler e escrever apenas os textos do dia-a-dia e passa a ter contato com materiais elaborados de maneira diferente, às vezes mais complexos e menos comuns no cotidiano. Na escola, aprendemos a escrever as famosas dissertações. Na faculdade, chovem os resumos, as resenhas e as tenebrosas monografias. Os artigos científicos tornam-se a leitura predileta de quem resolve se especializar na carreira. E, mais tarde, para quem se aprofunda, chegam as dissertações e teses. A leitura literária faz parte da ampliação do letramento. Tudo isso faz aumentar, também, a quantidade e a qualidade das informações na nossa memória, ou seja, nossa bagagem cultural. Isso é letramento. E quando alguém também domina os textos feitos na e para a tela do computador, isso é letramento digital.

Quando o indivíduo entra numa agência bancária e não consegue lidar com as orientações escritas na máquina, é preciso introduzi-lo nessa nova possibilidade de leitura. As escolas, há vários anos, têm oferecido computadores e laboratórios de informática aos alunos para que todos tenham acesso às novas maneiras de ler e escrever. No entanto, nem sempre apenas as máquinas bastam. É preciso que o professor planeje uma nova maneira de dar aulas, um novo jeito de ensinar, com novas tecnologias. Isso é aumentar o letramento e entrar no mundo das possibilidades digitais.
Ana Elisa Ribeiro, professora do Centro Universitário UNA, doutoranda pela UFMG e autora de Letramento digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas.

12 Comentários:

Anônimo disse...

Oi...
Adorei seu texto sobre habilidade com a leitura e a escrita, pois está muito sucinto e me ajudou bastante a entender esse processo do letramento dos alunos...

Beijos
Bárbara Souza (cursando Pedagogia)
babi_naturologia@yahoo.com.br

ana paula carvalho de souza disse...

oi tatiana como vai vc?gotei muito no que diz respeito a leitura e escrita,seu comentári e conviquições são totalmente satisfatorios a nossa realidade aki!faço pedagogia e sou professora a 8 anos e amo minha prifissão,assim como tbm fko alegre em saber que ainda existe pessoas que acredita na educação brasileira.gostaria muito de receber o cd com 1.500 atividades disponivéis no seu site!por favor passe para min o valor,como pagar pelo meu email.bjus adorei te conhecer.lorena_raissa11@hotmail.com se puder sempre me mandar novidades fkarei agradecida!!!bjusssssssss e sucesso.

dannycanuto disse...

oi adorei seu blog faço faculdade de pedagogia e pos em psicopedagogia,series iniciais e educaçao infantil,posso publicar no meu trabalho sobre o que vc escreveu sobre leitura e escrita moro em jlle sc se puder mandar novidades bjus fique com deus

Anônimo disse...

oi ,adorei o que você escreveu sobre as habilidades de leituras e escrita. eu fiz normal superior , sou professora das series inciais e adoro meu trabalho e sempre bom poder sempre contar com pessoas tão experiente como você.beijos

Nanci disse...

Adorei esse texto, contribuiu muito para meu trabalho, pois faço pedagogia(Uniasselvi), e tenho como tema de Paper: Letramento, escrita e leitura.
Parabéns

Anônimo disse...

Olá, eu sou Vanessa e faço pedagogia pela Uniasselvi e recentemente comecei a trabalhar com a pré-escola e o primeiro ano, estava procurando por alguma ajuda quando encontrei seu texto. Me ajudou muito como estudante e agora profissional dessa área! Parabéns,você foi muito feliz nesse trabalho! Bjssssssss

Rafaiane disse...

sou recem formada em pedagogia e estou trabalhando com uma turma de primeiro ano, e são muitas inseguranças, inclusive a de como incentivar o processo de leitura da criança.procurei muito por tais informaçoes e só no seu blog consegui! muito obrigado! e se voce obtiver mais informações praticas que possam me auxiliar neste sentido, pelo amor de deus me mande por email!!!!

Anônimo disse...

Parabéns Tatiana!!!
Estou muito feliz por saber que você ama alfabetizar. Também sou adepta desta "ceita" rsrs. Atualmente represento a coordenação pedagógica de minha escola e quero passar para as minhas meninas esta paixão, e que não é só na 1ª, 2ª ou 3ª série que os alunos estão se alfabetizando e letrando. Ainda temos alguma resistência, mas conseguiremos chegar lá. Se puder, por favor, me mande sugestões de atividades de aquisição da leitura e da escrita e atividades de letramento.
Um abraço

mari
marinalvasouzawaltermota@gmail.com

cris disse...

Amei tudo que li!

lucia disse...

ADOREIIIIIIIII LER SOBRE LEITURA E ESCRITA ME AJUDOU BASTANTE TANTO QUE FIZ MEU TRABALHO DA MINHA SEGUNDA GRADUAÇÃO DE GEOGRAFIA MUITO OBRIGADO ME AJUDOU MUITO BEIJOS
LUCIA DE ALTO PIQUIRI
SE QUISER ME MANDAR COISAS INTERESSANTES COMO ESSA PODE SER BEM VINDO
luciabacorrea@hotmail.com

Anônimo disse...

Adorei, pois não entendia o que era letramento e agora entendo. Sua explicação é perfeita.bjs
Meu email é: etinha7@hotmail.com

k.Carlos disse...

oi, adorei o seu texto, pois traz uma mensagem significante para o entendimento real de letramento, como aprender e como ensinar a ter um bom embasamento com a leitura e a escrita.

ÓTIMO TEXTO!!!!

k.Carlos